Nota: Transtorno caracterizado por movimentos intencionais, repetitivos, estereotipados, desprovidos de finalidade (e freqüentemente ritmados), não ligado a um transtorno psiquiátrico ou neurológico identificado. Quando estes movimentos sobrevêm no quadro de um outro transtorno, só o último deve ser registrado e não se faz um diagnóstico de estereotipia motora. Os movimentos sem componente automutilador compreendem: balançar o corpo, balançar a cabeça, arrancar os cabelos, torcer os cabelos, estalar os dedos e bater as mãos. Os comportamentos estereotipados automutiladores compreendem: bater a cabeça, esbofetear a face, colocar o dedo nos olhos, morder as mãos, os lábios ou outras partes do corpo. Os movimentos estereotipados ocorrem muito habitualmente em crianças com retardo mental (neste caso, os dois diagnósticos devem ser registrados). Quando o fato de enfiar o dedo no olho ocorre em criança com déficit visual, os dois diagnósticos devem ser codificados, o primeiro em F98.4 e o segundo com a ajuda do código (orgânico) apropriado.

Inclui:
Estereotipias/comportamentos repetitivos
Exclui:
Enfiar os dedos no nariz (F98.8)
Estereotipias que fazem parte de um transtorno psiquiátrico maior (F00-F95)
Movimentos involuntários anormais (R25.-)
Morder as unhas (F98.8)
Sucção do polegar (F98.8)
Tiques (F95.-)
Transtorno obsessivo compulsivo (F42.-)
Transtornos do movimento de origem orgânica (G20-G25)
Tricotilomania (F63.3)
Todos da categoria F
Categoria: Outros transtornos comportamentais e emocionais com início habitualmente durante a infância ou a adolescência [F98]
Grupo: F90-F98 - Transtornos do comportamento e transtornos emocionais que aparecem habitualmente durante a infância ou a adolescência
Capítulo: Capítulo V - Transtornos mentais e comportamentais

CID 10, Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde é uma publicação oficial da Organização Mundial de Saúde (OMS) com o objetivo de padronizar a codificação de doenças.

www.youper.co