Nota: Os transtornos de conduta são caracterizados por padrões persistentes de conduta dissocial, agressiva ou desafiante. Tal comportamento deve comportar grandes violações das expectativas sociais próprias à idade da criança; deve haver mais do que as travessuras infantis ou a rebeldia do adolescente e se trata de um padrão duradouro de comportamento (seis meses ou mais). Quando as características de um transtorno de conduta são sintomáticos de uma outra afecção psiquiátrica, é este último diagnóstico o que deve ser codificado.

Inclui:
O diagnóstico se baseia na presença de condutas do seguinte tipo: manifestações excessivas de agressividade e de tirania; crueldade com relação a outras pessoas ou a animais; destruição dos bens de outrem; condutas incendiárias; roubos; mentiras repetidas; cabular aulas e fugir de casa; crises de birra e de desobediência anormalmente freqüentes e graves. A presença de manifestações nítidas de um dos grupos de conduta precedentes é suficiente para o diagnóstico mas atos dissociais isolados não o são.

Exclui:
Esquizofrenia (F20.-)
Transtorno(s) (do):
- globais do desenvolvimento (F84.-)
- humor [afetivos] (F30-F39)
Quando associado com transtornos:
- emocionais (F92.-)
- hipercinéticos (F90.1)
F91.0 - Distúrbio de conduta restrito ao contexto familiar
F91.1 - Distúrbio de conduta não-socializado
F91.2 - Distúrbio de conduta do tipo socializado
F91.3 - Distúrbio desafiador e de oposição
F91.8 - Outros transtornos de conduta
F91.9 - Transtorno de conduta não especificado

CID 10, Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde é uma publicação oficial da Organização Mundial de Saúde (OMS) com o objetivo de padronizar a codificação de doenças.

www.youper.co